Cerca de mil brasileiros têm o pênis amputado devido a câncer, por ano no Brasil.

Apesar das mulheres estarem perdendo a vergonha e o medo de realizar exames preventivos nos órgãos reprodutores, infelizmente, a realidade ainda não é a mesma para os homens.

O número foi divulgado recentemente pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), que realiza uma campanha visando o esclarecimento da doença.

De acordo com dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer). O câncer que atinge o pênis está muito ligado às condições de higiene íntima do indivíduo, sendo o estreitamento do prepúcio (fimose) um fator predisponente. Outro fator de risco é a prática sexual com diferentes parceiros sem o uso de camisinha.

O levantamento feito pela SBU revela que o câncer de pênis é uma patologia muito frequente no Brasil. Ela acomete preferencialmente pacientes de baixa renda, não circuncidados ao nascimento, de cor branca, moradores das regiões Norte e Nordeste.

Este grupo ainda costuma demorar a procurar assistência médica especializada ao notar feridas no pênis. O estudo mostrou também que 81,62% dos casos de câncer de pênis acometem homens acima de 46 anos. O Norte e Nordeste juntos têm mais de 50% dos casos.

Os homens devem ficar atentos a qualquer tipo de lesão no pênis. Devem lavar o órgão genital diariamente e principalmente após relações sexuais. Uma pequena ferida pode ser um tumor maligno que se não cuidado pode evoluir atacando os canais linfáticos o que pode ocasionar não só a amputação do órgão, como também dos membros inferiores”, alerta presidente da SBU, José Carlos de Almeida.
Como parte da campanha, a sociedade deve também realizar, no dia 25 de julho, um mutirão de cirurgias de fimose nas capitais das regiões Norte e Nordeste. O material colhido nas intervenções cirúrgicas será analisado para verificar a existência de lesões pré-cancerosas. A expectativa dos médicos é a realização de 500 cirurgias no dia do mutirão.

O objetivo da pesquisa é analisar as causas da doença – por relação com HPV ou falta de higiene – e conhecer os tipos desse câncer.

Fonte: Corpo Saun. Setembro, 22, 2009.

Anúncios