Câncer: por que ele acontece?

O neuropsiquiatra David Servan-Schreiber acredita que o estresse emocional pode contribuir para o surgimento de um câncer, mas não causá-lo em si. Um quadro depressivo muitas vezes mina o batalhão de defesa do corpo, disseram em quase uníssono os especialistas ouvidos por SAÚDE!. “A observação é empírica, mas constato que os pacientes que se entregam à doença geralmente apresentam mais complicações“, diz Luiz Augusto Maltoni Júnior.

Não se deve temer o diagnóstico, mas, sim, estar predisposto a seguir o tratamento. Afinal, as taxas de sucesso chegam à média de 50%, considerando todos os tipos de tumor. Infelizmente, ainda não é possível falar em cura. Até porque não se trata de um único mal, mas de um conjunto de mais de 100 doenças. A melhor arma é velha conhecida: submeter-se periodicamente a exames preventivos, como a mamografia e o toque retal, para flagrar o inimigo enquanto há grandes chances de controlá-lo.

Fonte: Revista Saúde, por Fábio De Oliveira.

Anúncios