Novos dados apresentados no Encontro Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco), em Chicago, demonstram que o tratamento com Herceptin ajuda as mulheres com câncer de mama HER2-positivo avançado (metastático) a viver mais tempo sem que a doença progrida. A análise final do estudo randomizado, fase III – GBG-26, mostrou que Herceptin é eficaz no tratamento de mulheres em estágio avançado, que já foram tratadas com o medicamento numa fase anterior da doença.

Os principais resultados do estudo foram:

• Herceptin combinado com Xeloda, prolongou a sobrevida sem progressão do câncer por quase três meses, em comparação com a quimioterapia isoladamente (de 5,6 a 8,2 meses).

• Além disso, a continuação do Herceptin quase duplicou a percentagem de pacientes que respondem ao tratamento – de 27,0% para 48,0%.

GBG-26 é o primeiro estudo randomizado de fase III realizado em mulheres com câncer de mama HER2-positivo que requerem tratamento adicional para doença avançada e que receberam Herceptin como parte da terapia inicial. O estudo reforça que Herceptin é eficaz em todas as fases da doença e confirma sua posição como a base do tratamento para o câncer de mama HER2-positivo.

É gratificante ver que o trastuzumabe continua fazendo efeito em mulheres cujo câncer HER2-positivo agressivo progride“, disse o principal pesquisador, Prof. von Minckwitz, do Hospital da Universidade das Mulheres, em Frankfurt, Alemanha e diretor-geral do Grupo Germânico de Mama “Os resultados do estudo GBG-26 confirmam que o trastuzumabe continua atacando e diminuindo o tumor, mesmo após a progressão, quando combinado com outra quimioterapia”.

Na maioria das mulheres com câncer de mama avançado, a doença continua a se desenvolver após o tratamento inicial e as pacientes acabam tendo que receber diversos cursos subseqüentes (ou linhas) de tratamento e tipos de terapia. No entanto, o câncer de mama avançado ainda continua sendo essencialmente uma doença incurável. O estudo GBG26, portanto, abordou uma questão muito importante – os pacientes que tiveram progressão da doença se beneficiam do re-tratamento com Herceptin?

O estudo GBG-26 adiciona ás já existentes, fortes evidências de que Herceptin aumenta a sobrevida do paciente ao longo de todos os estágios do câncer de mama HER2-positivo“, comentou Bill Burns, CEO da Roche Farmacêutica, na Basiléia, Suíça. “Esses resultados fornecem uma nova esperança para as mulheres cujo câncer de mama é difícil de tratar“.

Há evidências, incluindo o estudo GBG-26, que confirmam que Herceptin é a base do tratamento de mulheres com câncer de mama HER2-positivo. Herceptin age ativando o sistema imunológico do próprio organismo de forma inteligente, para destruir apenas o tumor, além de suprimir a proteína HER2.

Sobre o câncer de mama
No Brasil, de acordo com dados do INCA, Instituto Nacional do Câncer, 27 mulheres morrem por dia com câncer de mama. Cerca de 130 novos casos de câncer de mama são diagnosticados no mesmo período. Esse número representa aproximadamente cinco novos casos por hora. E o principal, elas sequer descobrem se tinham o tipo de câncer HER2 positivo, uma das formas mais agressivas da doença.

Ainda de acordo com as últimas estimativas do INCA, o câncer de mama deverá atingir mais de 49 mil mulheres no Brasil em 2008. Há um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. O câncer de mama ainda é o segundo tipo de câncer mais freqüente no mundo e permanece o primeiro entre as mulheres. Tem cura em 95% dos casos que forem diagnosticados precocemente. Mas é importante saber que existem vários tipos de câncer e, uma vez detectado, outros exames são essenciais para garantir que o tratamento seja eficaz. Um exemplo é o teste herceptest, que diagnostica um tipo de câncer conhecido bastante agressivo, mas com maiores chances de cura se tratado com a terapia correta.

O teste é bastante específico e verifica no tecido tumoral a existência ou não de uma proteína chamada receptor-2 do fator de crescimento epidérmico – o HER2. Quando há uma quantidade grande dessa proteína, ou uma superexpressão de HER2, o crescimento desordenado das células ocorre de maneira mais acelerada. É importante ter em mente que 25% das mulheres são diagnosticadas com câncer de mama em sua forma mais agressiva, com HER2 positivo.

Fonte: Nécessaire, em Saúde e Bem Estar.

O Blog Virgem em Câncer e Lua na Esperança! reúne sob diversas categorias e tags centenas de posts dedicados à busca da melhoria de qualidade de vida, e cura, de pacientes oncológicos, bem como prevenção. Contudo não trata o Blog do que não lhe é pertinente: fazer o papel de médicos especialistas. Procure sempre um especialista da área que busca informação. Informação é sempre a melhor ferramenta. Converse com seu médico.

Anúncios