ZURIQUE [Reuters] – O laboratório suíço Novartis anunciou que testes em estágio avançado mostraram que seu medicamento Sandostatin LAR ajuda a combater tumores no intestino, enquanto outras drogas apresentam benefícios no tratamento de melanomas avançados.

O rival Roche também disse nesta quinta-feira que uma nova droga ajudou a reduzir tumores em 25 por cento das mulheres com um tipo de câncer de mama identificado como HER2-positivo, segundo dados de um teste clínico que está em estágio intermediário.

Os medicamentos contra o câncer são considerados uma área de grande crescimento potencial para os dois laboratórios suíços, que junto com várias outras empresas estão apresentando dados sobre seus testes em uma reunião da Sociedade Americana de Oncologia Clínica.

A Novartis disse que seu estudo na fase 3 mostrou que a Sandostatin LAR mais do que duplicou o tempo sem crescimento do tumor e reduziu o risco de progressão da doença em 67 por cento.

Com relação às drogas contra melanomas, o laboratório afirmou que os resultados favoráveis com o Glivec farão com que o estudo seja levado para uma segunda fase, ampliada.

O laboratório também apresentou resultados preliminares que mostraram benefícios clínicos em 72 por cento dos pacientes com melanoma que foram tratados com o Afinitor em combinação com o Avastin, da Roche.

O Afinitor, uma das drogas novas mais importantes do Novartis, também ajudou pessoas com câncer hepático avançado.

Dados do teste em estágio intermediário com o novo tratamento da Roche, uma combinação do seu Herceptin com uma quimioterapia chamada trastuzumab-DM1, mostraram que cerca de 35 por cento de um total de 112 pacientes tiveram um encolhimento dos tumores, ou a doença se estabilizou por pelo menos seis meses.

Fonte: O Globo, por Sam Cage. Maio, 28, 2009.

O Blog Virgem em Câncer e Lua na Esperança! reúne sob diversas categorias e tags centenas de posts dedicados à busca da melhoria de qualidade de vida, e cura, de pacientes oncológicos, bem como prevenção. Contudo não trata o Blog do que não lhe é pertinente: fazer o papel de médicos especialistas. Procure sempre um especialista da área que busca informação. Informação é sempre a melhor ferramenta. Converse com seu médico.

Anúncios