Um tratamento contra o câncer de pâncreas que alia a ação de um medicamento à quimioterapia foi aprovado no Brasil. É o primeiro tratamento em dez anos que mostrou aumentar a sobrevida, uma vez que o câncer de pâncreas é difícil de tratar por apresentar resistência à quimioterapia e a radioterapia.

O medicamento é conhecido comercialmente como Tarceva e recebeu a aprovação da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – para uso no tratamento de câncer de pâncreas metastático (avançado). O tratamento inibe o EGFR (uma proteína encontrada na superfície de muitas células tumorais) e também é utilizado em casos de câncer de pulmão.

A incidência do câncer de pâncreas ainda é baixa, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) representa 2% dos casos de câncer. No entanto, o que preocupa as autoridades é a alta taxa de mortalidade: essa é a quarta principal causa de todas as mortes por câncer.

O câncer de pâncreas normalmente se desenvolve de forma imperceptível e se espalha rapidamente para outras partes do corpo (metástase), levando a uma curta expectativa de vida e conseqüentemente à morte. Os pacientes começam a sentir fortes dores na parte superior do abdômen e no meio das costas. A causa ainda é desconhecida, porém, já se pode afirmar que o fumo está entre os fatores de risco mais consideráveis.

O câncer de pâncreas é considerado de difícil diagnóstico, sendo que até hoje não tínhamos conseguido avanços no tratamento. A aprovação no Brasil segue a linha de outros países e trará benefícios para milhares de pacientes” afirma o oncologista do Hospital das Clínicas, Dr. Artur Malzyner.

Fonte: Jornal do Brasil. Dezembro, 16, 2008.

O Blog Virgem em Câncer e Lua na Esperança! reúne sob diversas categorias e tags centenas de posts dedicados à busca da melhoria de qualidade de vida, e cura, de pacientes oncológicos, bem como prevenção. Contudo não trata o Blog do que não lhe é pertinente: fazer o papel de médicos especialistas. Procure sempre um especialista da área que busca informação. Informação é sempre a melhor ferramenta. Converse com seu médico.

Anúncios