Muito se fala dos benefícios do Ômega-3 para a saúde, mas, como tudo em exagero traz problemas, o consumo excessivo desse áxido-graxo pode aumentar o risco de câncer de próstata.

Pesquisa do Centro de Estudos do Câncer Fred Hutchinson, nos Estados Unidos, analisou 3.400 homens e constatou que aqueles com as maiores porcentagens de ácido docosahexanoico, ou DHA (ácido graxo ômega-3 redutor de inflamações geralmente encontrado em peixes) têm 2,5 vezes mais risco de desenvolverem câncer de próstata agressivo de alto grau, em comparação com homens com níveis mais baixos de DHA.

Já os homens com maiores índices de ácidos graxos trans no sangue (que estão ligados à inflamação e doenças do coração e podem ser encontrados em abundância em alimentos industrializados que contêm óleos vegetais parcialmente hidrogenados) apresentaram uma redução de 50% no risco de contrair câncer da próstata agressivo.

Os resultados da pesquisa mostram que no ômega-6, que é encontrado na maioria dos óleos vegetais e estão ligados à inflamação e às doenças cardíacas, não têm conexão com o risco de câncer de próstata.

Nossos resultados colocam de cabeça para baixo o que sabemos – ou melhor, o que nós pensamos que sabemos – sobre a dieta, a inflamação e o desenvolvimento do câncer de próstata, e mostra a complexidade de se estudar a associação entre a nutrição e o risco de várias doenças crônicas“, diz Theodore Brasky, coordenador da pesquisa.

Fonte: por Diário as Saúde. Abril, 29, 2011.

O Blog Virgem em Câncer e Lua na Esperança! reúne sob diversas categorias e tags centenas de posts dedicados à busca da melhoria de qualidade de vida, e cura, de pacientes oncológicos, bem como prevenção. Contudo não trata o Blog do que não lhe é pertinente: fazer o papel de médicos especialistas. Procure sempre um especialista da área que busca informação. Informação é sempre a melhor ferramenta. Converse com seu médico.